01

9 dicas para lavar a roupa do seu bebê

Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

Pixabay

 

 

Antigamente as roupas de bebês eram todas lavadas à mão, pois nem todos daquela época possuíam máquina de lavar e se sentiam mais seguros em lavar à mão. Com a modernidade, a máquina de lavar se tornou indispensável na área de serviço de todas as casas, e lavar roupa nelas nos trouxe mais agilidade na execução dessa tarefa.

 

Para você que está gravidinha lave todas as roupas antes do seu primeiro uso, pois elas sempre têm um acúmulo de poeira ou foram manuseadas por outras pessoas até chegar na sua casa. Ooupas de doaçāo e herança do irmão mais velho também devem ser lavadas. O ideal é que lave no terceiro trimestre de gravidez, ou seja, sete meses de gestação, pois nessa fase a mulher ainda está disposta e não exigem muito esforço.

 

Na hora de lavar as roupas de bebês, devemos:

 

  1. Escolher o ciclo correto: coloque sempre no ciclo para roupas delicadas, alguns modelos já há a opção roupa de bebê. O ideal é que seja um processo mais suave para evitar a formação de bolinhas.

 

  1. Ter cuidado com os detalhes: algumas peças que possuem tecido mais delicado ou estampas, essas devem ser lavadas à mão.

 

“Lembre-se! Lavar à mão não é colocar a peça para lavar nos saquinhos especiais de lavanderia e colocar na máquina.  O que é lavar a mão? É colocar a peça em uma bacia, com água e sabão específico para bebês, podendo deixar de molho por pelo menos 10 minutos. E em seguida lavar toda a peça, dando prioridade a pontos específicos, gola, cava, punhos e alguma mancha que se faça presente. O importante é enxaguar bem e tirar todo o sabão.”

 

  1. Higienizar a máquina: A grande maioria pode ser lavada na máquina, desde que ela esteja higienizada, ou seja, fazer o processo de lavagem para que qualquer resíduo de outros produtos não esteja mais presente no interior dela ou no dispenser. Esse cuidado deve ser observado pois bebês até os 3 meses de idade tem a pele mais sensível, desta forma podemos evitar qualquer tipo de alergia em recém-nascidos.

 

  1. Classificar por cores: separe claras e escuras, para evitar qualquer acidente na hora de lavar. Os maiores cuidados são com as peças de tons fortes que podem soltar tinta, como o azul marinho, vermelho, verde escuro e o preto. Coloque elas em separado no balde com água e se ela soltar tinta, acrescente dois punhados de sal na água. Ele vai fazer com que a água fique saturada evitando que o tecido solte tinta, deve-se fazer esse processo até que a peça não solte mais tinta. Cores claras e as brancas, podem ser lavadas juntas sem esse problema.

Fonte: Arquivo Pessoal Kalinka

 

 

  1. Cuidar das manchas: normalmente são de leite ou um cocô que escapou da fralda. As manchas devem ter atenção redobradas e devem ser resolvidas o quanto antes para que se tenha sucesso na sua total remoção. Para as roupinhas com mancha podemos utilizar de uma prática muito útil das nossas mães e avós, e que hoje passa desapercebido.

 

“Colocar a peça para quarar! - O que é isso? É passar sabão em barra (preferencialmente o de coco) no local onde aconteceu a mancha e deixar no sol, esse processo é simples e ainda funciona, mas requer paciência e dedicação pois pode ser necessário que se faça mais de uma vez para que a mancha saia por completo. Se o tecido permitir, pode-se colocar a roupa de molho com água quente, sabão líquido e uma colher de bicarbonato de sódio que é menos agressivo e pode ser utilizado em roupas de bebê. Após a retirada da mancha, finalizamos o processo de lavagem colocando as peças na máquina de lavar.”

 

  1. Usar sabão líquido próprio para roupas de bebês: ele é menos abrasivo e se dissolve rapidamente entre os tecidos, não deixando resíduos. Utilize a quantidade necessária para a lavagem das roupas, pois o excesso pode deixar a roupa com muito cheiro de sabão e ele pode ser o causador de alergias no seu bebê.

 

  1. Não usar amaciante de roupa: principalmente nos primeiros meses de vida, mas caso você faça questão, utilize os produtos existentes no mercado ou o amaciante pode ser facilmente substituído pelo vinagre de álcool que além de ser bactericida, solta mais facilmente as fibras do tecido e facilitando a passadoria. Não exagere no uso de produtos na hora de lavar as roupas, pois o melhor cheiro é o do seu bebê e não o da roupa que ele está vestindo!

 

  1. Pendurar corretamente: Coloque em local que bata sol, caso não seja possível, pendure as peças em local arejado para que elas sequem completamente.

 

  1. Passar com cuidado: A passadoria dever ser feita em todos os itens do bebê, desde fraldinhas de boca, body, calças e macacões lembrado que todas as peças de uso devem ser passadas do lado do avesso também.

 

“Lembre-se de limpar as gavetas da cômoda ou armário antes de acomodas as peças limpas, se o seu móvel for novo ele pode ter um cheiro característico e para que ele não passe para a roupa do bebê, deixe as gavetas abertas para que o cheiro saia antes de acomodar as roupas.”

 

E aí gostou das dicas? Deixe seu comentário sobre sua dúvidas ou sugestão.

 

 

Esse post foi feito em parceria com Josi Scarpini da empresa Faz e Organiza. Ela é personal organizer e especialista do lar. Realiza treinamento de empregados domésticos (empregada, diarista, babás, cozinheiras, governantas, etc.), elabora rotinas para criação de novos hábitos de organização e limpeza. Elabora rotinas e executa treinamento dos funcionários possibilitando mais autonomia para eles. Desta forma auxilia seus clientes na economia de dinheiro, gerenciamento de tempo e otimização de espaços.

 

www.fazeorganiza.com.br

Facebook

Instagram

Linkedin 

 

 

Para receber atualizações e novidades

Redes Sociais

Aplicativo