Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a Personal Organizer: Ivea Ferreira

14 de Janeiro de 2019 Kalinka Carvalho

Hoje recebo Ivea Ferreira personal organizer que esteve presente no painel sobre precificaçāo na 5ª Conferência Personal Organizer Brasil. Ela ajuda as pessoas a encontrarem soluções inteligentes de organizaçāo para casa e trabalho, com uma rotina prática e eficiente. Vamos conhecer um pouco sobre sua trajetória e trabalho. 

 

 

Ivea é formada em Jornalismo, com MBA em Gestão Estratégica de Mídias Sociais. Atuou na área de assessoria de imprensa, produção de conteúdo para newsletter e sites, consultoria para sites e produção de shows. Se qualificou pela AFDuo – Capacitação em Organização e é filiada a ANPOP (Associação Nacional dos Profissionais de Organização e Produtividade). 

 

 

1. Kalinka: O que é uma personal organizer? 

Ivea: É um (a) profissional capacitado (a) a oferecer uma organização personalizada com aplicação de técnicas que vão trazer ao ambiente organização, funcionalidade e praticidade de acordo com as necessidades do (a) cliente.

 

2. Kalinka Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Ivea: Um trabalho nunca será igual ao outro, então, busca-se primeiro as necessidades do cliente para que depois possa ser aplicado o roteiro do trabalho: triagem, categorização, organização e manutenção.

 

3. Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Ivea: Qualquer pessoa que não consiga se organizar, seja por: falta de tempo, por não conseguir fazer sozinho(a). As técnicas podem ser aprendidas na internet, mas acredito que só o (a) profissional poderá dar o direcionamento correto de acordo com as necessidades dele(a). 

 

4. Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar? 

Ivea: Eu trabalho há 2 anos e 9 meses. Sou formada em Jornalismo, com MBA em Gestão Estratégica de Mídias Sociais. Atuei na área de assessoria de imprensa, produção de conteúdo para newsletter e sites, consultoria para sites e produção de shows. Trabalhos muito gratificantes, mas mesmo assim sentia que precisava de um novo cenário profissional. Com uma profunda reflexão, entendi que buscava algo que realmente me fizesse feliz, que pudesse beneficiar outras pessoas, vendo resultados duradouros. Percebi que a organização sempre fez parte da minha vida desde criança, sendo algo natural. Diante de algumas pesquisas descobri que poderia ser minha nova atividade profissional: personal organizer ou profissional de organização. Então, fui atrás de capacitação para entender como tudo funcionava e de que forma poderia ajudar outras pessoas.  Gosto de organizar aquilo que o (a) cliente está mais necessitado (a). Não tenho preferência, o espaço que é mais difícil para o cliente normalmente é o que mais gosto.

Foto: Arquivo Pessoal Ivea

 

5. Kalinka O que é necessário para se tornar uma personal organizer? 
Ivea: Levar a sério a atividade profissional, porque não somos pessoas que gostam de organizar e que vai na casa das pessoas arrumar, dar um jeitinho. Somos profissionais que se capacitaram e continuam estudando para oferecer o melhor aos seus clientes. Fazer um bom curso de capacitação já é o ponto fundamental. O fato de ser organizada não configura que será uma boa profissional dessa área, pois você abre uma empresa, normalmente “euquipe”, onde você é secretária, financeiro, recursos humanos, comunicação, marketing e ainda executa todos os trabalhos. Está preparado (a) para ser empreendedor/empresário do seu próprio negócio?

 

6. Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor? 
Ivea: Em ambientes corporativos e/ou residenciais. Mercado sempre há pra quem corre atrás! Ficar em casa esperando o telefone tocar ou cliente bater na porta, pra esse o mercado é inexistente. Parece duro falar isso, mas é verdade. Você precisa aparecer, no melhor sentido da palavra, para amigos, familiares, pessoas do seu círculo para que depois isso se expanda para indicações, ou se quer fazer um trabalho de internet também dá resultado. O valor pode ser por hora, diária ou projeto, vai do entendimento de cada profissional. 

Foto: Arquivo Pessoal Ivea

 

 

7. Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer? 
Ivea: Boas: levar a transformação por meio da organização; conhecer pessoas e lugares diferentes; perceber que sempre podemos aprender mais, a gente nunca sabe tudo, aprendemos com o cliente, com a empregada, com um funcionário, com parceiras de trabalho.  
Ruins: Acho que o que parece ruim na verdade não o é, são aprendizados que temos numa área ainda muito nova, sobretudo no Brasil, onde aprendemos de várias forma ser profissionais de organização. E por isso, no geral,  ter que fazer quase todas as tarefas da empresa sozinha seria algo ainda a ser deveras melhorado rsrs!

 

8. Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores: 
Ivea: Acredito que o conselho seria antes da organização. Não há organização sem triagem, sem destralhamento. Antes de querer organizar, veja o que pode sair, o que não serve mais, o que você não mais se identifica, se pergunte se compraria aquilo novamente, é importante para você… essas são algumas das observações que devemos fazer antes de organizar.

Foto: Arquivo Pessoal Ivea

 

9. Kalinka Indique algum produto de organização que acha essencial ter: 
Ivea: Acredito que a colmeia é um produto que todo mundo deve ter em casa, pois ele ajuda na manutenção da categorização das peças, tem um espaço definido para cada coisa, o custo benefício é muito bom (principalmente de for a de plástico), é para durar a vida inteira! Fora a versatilidade dele, podendo ser usado para panos de pratos, porta-guardanapo, rasteiras, toalhinhas, meias, peças íntimas, camisetas, roupas fitness etc.

 

Quer saber mais sobre o trabalho da Ivea?

http://www.iveaferreira.com.br/

Tel: (71) 99733-9016

E-mail: falecom@iveaferreira.com.br

Facebook

Instagram

 

Assinatura