Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer: Letícia Lepchak

19 de Fevereiro de 2018 Kalinka Carvalho

Ela é bonita, simpática e organizada. Acompanho o trabalho pelas redes sociais, Letícia começou como personal organizer bem novinha assim como eu, e hoje vamos conhecer a história dela. Ela é proprietária da empresa Cadê minhas coisas? Organizaçāo é importante para todos e hoje vamos conhecer a trajetória da Letícia no mundo da organizaçāo e suas dicas preciosas para manter tudo sobre em ordem. 

 

1) Kalinka: O que é um personal organizer?

Letícia: Personal organizer é, principalmente, aquele profissional responsável pela organização de um ambiente. Entretanto, há inúmeras possibilidades de atuação, sempre auxiliando da gestão de tempo e espaço de seus clientes. 

 

 

2) Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Letícia: Todo trabalho inicia com um orçamento realizado diretamente no local que será organizado, é nessa etapa que o profissional irá calcular o valor do projeto. Assim que for aprovado, é possível iniciar o serviço. A primeira etapa é sempre o descarte, e só em seguida vem a organização propriamente dita. Dependendo do profissional e do serviço, há também a assessoria na compra de produtos organizadores que se fazem necessários no projeto. Após a finalização, há também a possibilidade de treinamento da pessoa responsável em manter a organização. 

 

 

3) Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Letícia: 95% de meus clientes atualmente estão divididos em duas categorias: 

1) Pessoas com uma rotina corrida, lotada de trabalho, com inúmeras viagens e ainda com filhos para cuidar, e que por isso sofrem com a falta de tempo.

2) Pessoas que não possuem habilidades e/ou paciência para poder organizar um ambiente

É claro que existem exceções também, mas vejo estes como os dois principais públicos. 

 

 

4) Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Letícia: Eu atuo na área há quase 4 anos. 

Descobri a profissão pelo instagram, um dia quando vi uma famosa indicando uma empresa de organização. Fiquei um tempão admirando aquele perfil e pensando "se um dia eu for trabalhar com algo que goste, vai ser com isso!" Esse pensamento ficou me "assombrando" por um mês, e foi quando eu decidi fazer um curso e montar o meu negócio! Foi tudo muito rápido, e o tempo passou mais rápido ainda! Hoje em dia já tenho uma empresa formalizada, e com planos de crescer sempre mais! Gosto de tudo o que envolve organização, mas confesso que o que mais sinto prazer é organizar armários de roupas! 

 

 

5) Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Letícia: Vontade! rs  Na realidade, você tem que gostar MUITO de organizar, pois cada trabalho é um novo desafio. Mas aqui vai uma dica também: invista em um curso antes de iniciar. Primeiro porque é uma oportunidade para você aprender como funciona a profissão, e também porque os clientes estão mais exigentes, e muitas vezes escolhem um profissional por conta de sua certificação. Além disso, é necessário também estudar muito sobre marketing, afinal você é a sua marca, e por isso precisará aprender a se vender! 

Fonte: Arquivo Pessoal da Letícia

 

 

6) Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Letícia: As possibilidades de trabalho são infinitas. Muitos podem acham que um personal organizer trabalha só com a organização residencial, mas há também muitas outras possibilidades, como estoque de loja, arquivos de empresas, organização digital (computador e email), mudança, baby organizer, etc. 

Quanto ao mercado, este está crescendo a cada dia, e com possibilidades de atuação cada vez mais diversificadas. 

Por fim, sobre o valor, não existe um padrão. O profissional pode optar cobrar por hora, por dia, por projeto... Tudo depende do mercado em que você está atuando e também da forma que você prefere trabalhar.  

 

 

7) Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer?

Letícia: Boas: ser dona do próprio negócio, fazer o que sempre amou, e o melhor de tudo: o reconhecimento de um cliente depois da entrega de um trabalho. 

Ruins: profissão ainda não regularizada, a falta de ganhos fixos e benefícios, e muitas vezes a dor nas costas depois de um dia de trabalho exaustivo! 

Fonte: Arquivo Pessoal da Letícia

 

Fonte: Arquivo Pessoal da Letícia

 

 

8) Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Letícia: Meu conselho é para ANTES da organização. Faça um bom descarte! Aproveite este momento de deixar tudo em ordem e mudar os ares, para jogar fora tudo aquilo que só está ocupando espaço, os benefícios são enormes!  

 

 

9) Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter:

Letícia: Cabides padronizados! É incrível como muda totalmente a aparência de um armário quando todos os cabides são iguaizinhos. Por mais que você categorize as peças (camisas aqui, casacos lá, e assim por diante) e organize-as até por cor, se você tiver um cabide diferente do outro o armário parecerá visualmente bagunçado. Então se eu pudesse falar para você investir em algo, cabides padronizados seria a minha resposta!

Fonte: Arquivo Pessoal da Letícia

 

Quer saber mais sobre o trabalho da Letícia? Segue seus contatos:

www.cademinhascoisas.com.br

contato@cademinhascoisas.com.br 

(41) 99912-1421 / Curitiba - Paraná 

Facebook

Instagram 

Linkedin 

Assinatura